sexta-feira, fevereiro 03, 2006

"A paixão de Cristo", filme, de Mel Gibson, 2004



20 em 20.

(Na imagem, Rosalinda Calentano, "Satanás")

Etiquetas:

15 Comentários:

Blogger Silver-Bullet disse...

Na minha opinião o filme sofre de uma visão demasiado fundamentalista de Mel Gibson. Os estereótipos estão lá todos, como por exemplo, apresentar os judeus como homes de faces rudes e grandes narizes, mas ao mesmo tempo representar Cristo, também ele judeu, com feições muito mais "suaves", para além dos olhos azuis pouco típicos de paragens como a Palestina. Isto para além de dar a ideia de que Cristo teria 10 ou 15 litros de sangue em vez dos habituais 5. Tendo em conta a tentativa de tornar o filme mais real, ao usar o aramaico, não deixa de ser estranho.
No entanto não deixa de ser um bom filme, visualmente irrepreensível.

4/2/06 15:34  
Blogger Goldmundo disse...

Gotika, dá cá um abraço !!!!!!!!!

silver-bullet. Gosto muito de ti, leio-te sempre e não leves a mal, mas estou cansado. O que é "demasiado fundamentalista"?

Pá, faz de conta que os olhos azuis lhe vêm pelo lado do Pai. :P

4/2/06 18:45  
Blogger Silver-Bullet disse...

Acho que é do conhecimento geral que Mel Gibson é um católico muito fervoroso, a ponto de ter dado um dvd do filme àquela mulherzinha que viu umas coisas em Fátima, e de quem sinceramente não me lembro do nome (ah, a irmã Lúcia). O fundamentalismo está no relevo exagerado dado à tortura, como na altura do chicoteamento, que é claramente improvável e na demonização dos judeus (que não eram nenhuns santos, mas pronto).

4/2/06 19:32  
Blogger AcesHigh disse...

Pra mim qualquer tipo de religião ou seita ou culto é merda. (peço desculpa pelo termo rude, mas é mesmo merda...) chamem-me "fundamentalista" também que não me importo... lol

Quanto ao filme, epá aquilo é um filme que simplesmente mostra a Biblia como ela está escrita: um autentico exagero pra manter o controle sobre quem lê!
Todas a religião é sobre controlar os ignorantezinhos coitadinhos que têm que se agarrar a uma "fé superior"!
E se fosse pela fé, o Fátima Futebol Clube era sempre campeão! ...e tá tudo dito.


p.s: mas antenção... respeito toda gente que acredita. Só não me peçam pra acreditar numa só palavra.

by the way, grande foto!!!!

5/2/06 06:55  
Blogger Silver-Bullet disse...

Neste caso não estou a criticar os conceitos religiosos subjacentes ao filme, apesar de não acreditar neles. Acho sim que deviam estar atentos a certos pormenores, tendo em atenção tratar-se de uma mega-produção que custou milhões, e se querem ser perfeccionistas, há que sê-lo totalmente.Porém há filmes bem piores a nível histórico, como o conhecido Gladiador, de Ridley Scott, este repleto de blasfémias históricas. Reparem que chamam Espanhol ao gladiador, quando o máximo que podiam chamar seria hispânico, ou algo do género, pois a península ibérica era conhecida como Hispânia e não Espanha, termo aliás bem posterior a Portugal. Da mesma forma o gladiador refere a sua terra como Trujillo, lendo o j como r, versão castelhana, que segundo creio não era língua que existisse na altura, e as terras dentro do império tinham nomes em latim. Por último temos as constantes refer~encias ao inferno, um conceito que não existia na religião politeísta dos romanos.

5/2/06 10:43  
Blogger Goldmundo disse...

Pois, silver... que queres que te diga?

Infelizmente não vi o Gladiador. São raríssimos os filmes impecáveis do ponto de vista histórico! Se o problema for só Trujillo e Espanha, até não estamos mal... eu juro que uma vez vi um filme na TV - daqueles que se apanham a meio, nem sei o nome - em que o menino dizia à menina: "tem coragem! já estamos quase no fim da Idade Média, isto há-de melhorar!".

Quanto à fé do Gibson - ou melhor, quanto aos seus efeitos negativos no filme - ... bem, é assim mesmo. O filme é rodado por um católico, o "guião" são os Evangelhos e as "visões" de uma freira do séc. XVIII, Anna-Catherina Emmerich (ACE). Essas "visões" têm, na Igreja Católica, um "estatuto" diferente do de Fátima, ou seja, enquanto que Fátima foi "validada", a ACE não foi. Quem quiser acredita, quem nao quiser sorri. Isto, "dentro" da Igreja e não "fora", como é óbvio.
A única coisa acrescentada é aquela que para mim é a frase mais forte do filme, quando Jesus, carregando a Cruz, encontra a sua mãe e lhe sorri e lhe diz "vê como eu restauro todas as coisas".

Não sei se conheces o romance "Brumas de Avalon", da Marion Zimmer Bradley? Repara: eu gosto de ler aquilo e pensar "eis a puríssima visão pagã, que beleza". E no entanto estão lá, também, os "estereotipos todos": o padre cristão é ignorante e feio, a sacerdotiza pagã é inteligente linda, etc. Mas teria pena que assim nao fosse. A afirmação de uma beleza é sempre a negação de outra. Por isso é que nós somos livres. Não estamos presos a uma só.

O que o Acesigh diz posso bem comprender. Não sei é, meu caro, porque é que não te havemos de "pedir" que acredites: em Cristo, em Cavaco Silva, na beleza de Beethoven, na igualdade entre os homens. Deixa que te peçamos as coisas mais contraditórias. E tu escolherás. Não?

E de facto, a palavra que usaste é objectivamente ofensiva. Mas pronto.

5/2/06 12:03  
Blogger Legionaria disse...

Gotika, ía tendo uma catarse, com a imagem, admiro bastante a imagem escolhida para representar o Diabo nesse filme, fiquei "fã" da Celentano, foi das personagens que mais me cativaram, porque jesus cristos há muitos, maria tmb, mas aquela concepção do Diabo, não. Boa lembrança, dos melhores filmes que já vi. Gibson é crente, não poderia ter feito um filme muito diferente daquele que lhe manda o coração...

beijos

6/2/06 10:25  
Blogger Grunfo disse...

Não gosto do filme do Gibson. Por um lado nada mete em causa e repisa todos os lugares comuns dos Evangelhos e da posterior interpretação dominante.

Por outro lado refastela-se no sangue até ao enjoo. O único objectivo do filme é o vejam como ele sofreu e vejam como eles era maus e vão romanos e judeus ao barulho. é pouco e é curto para tanto sangue.

tou comó outro que dizia que ele agora ia fazer um filme sobre a Joana D`arc, mas só sobre a parte da cozedura!

6/2/06 19:18  
Blogger Lord of Erewhon disse...

Eu admito tudo no filme! Não suporto é ver Lucifer representado por um gótico gay e mudo! JAJAJAJA!!!

8/2/06 00:31  
Blogger Lord of Erewhon disse...

E não me venham discutir o sexo de quem dá corpo à personagem... :)

8/2/06 00:34  
Blogger Lord of Erewhon disse...

É quase caso para dizer... que nos dia de hoje... Lucifer tenta dando o cu ao manifesto... e caladito, claro!:)

8/2/06 00:35  
Blogger Goldmundo disse...

Lorde, aquele não era Lucifer. Era Satan. A sério, independentemente das teologias. Era o Adversário, e não o Portador. Eu gostei imenso da representação dele.

Onde é que eu vi uma referência a um texto antigo (gnóstico ou semelhante) que diz uma coisa estranha que ficaria bem aqui: "a morte e os seus seis filhos aguardaram, durante os três dias de trevas". Lindo.

8/2/06 19:09  
Blogger Galera da Ed. Física disse...

O Anticristo no filme "A Paixão de Cristo" Parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=V9-9wqeL85Y&feature=related

O Anticristo no filme "A Paixão de Cristo" Parte 2
http://www.youtube.com/watch?v=RrKsG50JQI0&feature=related

O Olho do Anticristo no filme de Mel Gibson.
http://www.espada.eti.br/p304.asp
http://www.cuttingedge.org/news/n1898.cfm
http://sitecristao.com/textos/analises/filmes/paixaodecristo.htm

4/4/10 04:09  
Blogger palavras que alimentam disse...

as pessoas acreditam que oferecer o sangue de animais e até o sangue
mas não são capazes de aceitar uma verdade representada em um filme baseado em um Livro escrito pelos desgnio Daquele que tudo criou e é
lido em todo o mundo e retransmiti
do de geração a geração por mais de 2000 anos oque nos resta então
e orar para que Deus na Sua infini
ta miséricordia se apiede de todos nós.

ivan

15/7/10 02:55  
Blogger Lucélia Pires disse...

"É uma pena que a fé de muitos é menor que um grão de areia e, assim sendo, muito menor do que o mesmo é sua cegueira."

Lucélia Pires

25/1/11 18:24  

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

União Zoófila

Powered by Blogger




site search by freefind advanced




My blog is worth $22,017.06.
How much is your blog worth?