domingo, fevereiro 10, 2008

Tenho medo dos americanos

Neste momento estou a rebolar-me de riso. Através do Dragoscópio descobri que alguns legisladores americanos, do Mississipi, já se adiantaram à nossa doméstica teoria da conspiração e se preparam para considerar uma lei que proibe restaurantes de servir comida a clientes obesos sob pena de inspectores de saúde lhes tirarem a licença. Aliás, aconselho vivamente a leitura do post original do Dragão, AQUI.
Se isto custa a acreditar nada como uma busca pela internet para confirmar. O fundamentalismo americano é de facto inacreditável. (Lá proibirem a posse de armas que lhes mata crianças nas escolas, isso é que não lhes passa pela cabeça, vá-se lá saber porquê!)

Desta vez, eu sou toda a favor. Venha de lá a lei americana. É esteticamente ofensivo para a minha saúde psicológica ver tantos gordos na rua. Mulheres gordas, então, com as banhas da barriga a sair para fora das calças, deviam ser submetidas a uma operação cirúrgica de emergência, a realizar em qualquer clínica espanhola comparticipada pelo Estado português, para remoção completa do estômago. Homens gordos deviam ser por sua vez esterilizados para que não produzam descendência caso tenham a sorte de embebedar alguma gaja cheia de necessidades.
A proposta de lei do Mississipi vai também de encontro à minha cura milagrosa. Para combater a obesidade, proibir de vez a comida. Pelo menos em restaurantes, em que cidadãos saudáveis não têm que ser incomodados pela inestética obesidade dos gordos. Para começar. Logo chegará a vez dos supermercados onde já é proibida a venda de álcool a pessoas "nitidamente embriagadas".
Como não obesa, tenho todo o direito a ser poupada a visões confrangedoras. Podiam adicionar a isto os deficientes, os deformados e os atrasados mentais que me tiram o apetite. Já agora, os feios também podiam ir de vez no pacote. Que volte a eugenia!

Etiquetas: , ,

8 Comentários:

Blogger H. Sousa disse...

Plenamente de acordo; morte a essa escumalha toda! Gordos, deficientes, etc., tudo gente que vive à minha custa e eu não estou para andar a pagar impostos para sustentar vícios e desgraças dos outros.

10/2/08 11:51  
Blogger Pixie Assassin disse...

Por muito ridícula que a lei seja lá devem achar que a única maneira de controlar a obesidade crescente nos EUA é proibi-los de comer. Sim é ridículo mas não me parece que tenha nada a ver com a "poluição visual" que argumentas no teu post como causa para esta lei.

10/2/08 14:29  
Blogger que deus me acuda disse...

E o barulho, deus meu (por acaso, não é meu, mas fica assim): por que não o proíbem?
Não se aguenta tanta chinfrineira — as crianças, os familiares delas, a chamada música e tutti quanti, nos espaços públicos? Por que não proíbem tanta poluição? Sonora e estética.

10/2/08 15:26  
Blogger Tino disse...

E uma lei que proibisse incompetentes de irem para o Governo, não se arranja?

Em Portugal seria considerada uma lei discriminatória e que violaria os princípios da generalidade e da abstracção.

Sempre poderiam dizer que visaria impedir concreta e pessoalmente o acesso ao poder de Sócrates e dos amigos...

10/2/08 15:31  
Blogger O Raio disse...

Estou tramado! Sou fumador e gordo (112kg para 1,80m ).
Como vou sobreviver?
Ainda por cima sou um pesadelo para a Segurança Social pois, apesar de já ter mais de 60 anos tenho uma saúde de ferro. Faço regularmente check-ups e no fim o médico dá-me os parabéns. Não tenho colesterol, nem diabetes, nem problemas cardiacos nem nada dessas coisas.
Creio que a única hipótese que resta ao estado para acabar com o mau exemplo que eu sou é o fusilamento e o enterro em campa rasa.

10/2/08 22:49  
Blogger Mortisa disse...

De que mais se lembrarão? Proibir as loiras oxigenadas por danos infligidos à visão dos comuns mortais? Obrigar a um actimel matinal em prol de uma boa protecção contra...aquilo que eles inventam. Pessoalmente acho tentadora a ideia de andar dentro de uma bolha, deve ser quente e iluminada.

Viva à proibição!!!

Pena não proibirem certos seres de existirem. Assim no momento surgem-me alguns nomes...Bush, Paris Hilton, o Sócrates e alguns associados dele, o meu ex-professor de Arte e Cultura Regional e muitos mais...enfim...

Beijo
*

11/2/08 00:50  
Blogger gotika disse...

Pixie: não deve ser argumento deles. O argumento é meu.
Já agora subscrevo a proposta de que deus me acuda: abaixo a poluição sonora.

12/2/08 00:54  
Blogger Paula disse...

Viva o relativismo!
Cá para mim deveria ser poribido proibir.
Vivam os SóCretinos; SóCratachos e SóCaprichos!

Em Inglaterra, o mesmo governo que perdeu os dados fiscais e bancários de 25 milhões de cidadãos, pretende agora criar uma base de dados com os detalhes pessoais e o percurso escolar de todos os jovens com mais de 14 anos. O registo electrónico conterá informação sobre os resultados dos exames, avaliação e registo disciplinar, estando acessível aos professores, agências de emprego e empregadores, que podem ainda aceder ao CV de cada cidadão inglês. O registo é permanente, acompanhando cada pessoa até ao resto da sua vida.

É uma proposta sinistra e que põe em causa a ideia de adolescência como um processo de aprendizagem e responsabilização individual pelos nossos erros. Doravante, e caso esta proposta faça escola, qualquer “parvoíce” feita na juventude ficará cadastrada até ao fim dos nossos dias, à espera de ser vasculhada e escrutinada por professores ou patrões. Porque é que um aluno que chumbou, ou teve uma ou duas faltas disciplinares quando tinha 14 anos, tem que ver esses dados nas mãos de quem o quer contratar 10 ou 12 anos depois? Não sendo relevantes, quantos duvidam que a maioria das empresas não deixará de olhar de soslaio para quem se apresenta à sua frente com tão “preocupantes” antecedentes.

Nos últimos anos, os avanços a caminho de uma sociedade securitária (base de dados Adn, videovigilância, acrescidos poderes judiciais e de escutas) partiram sempre da necessidade de combater o terrorismo com maior eficácia. Agora, são propostos em nome da eficiência económica. O Estado moderno exige cada vez mais informação e está mais disposto a fornecê-la a quem entender que serve os seus propósitos. A novidade é que, agora, qualquer desculpa serve.

"0 da conduta"

14/2/08 10:20  

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

União Zoófila

Powered by Blogger




site search by freefind advanced




My blog is worth $22,017.06.
How much is your blog worth?