quinta-feira, outubro 24, 2013

“O Livro dos Espíritos” – Música!

Capítulo “Percepções, sensações e sofrimentos dos Espíritos”


Os Espíritos são sensíveis à música? [pergunta]
– Quereis falar da vossa música? O que é ela perante a música celeste cuja harmonia nada na Terra vos pode dar uma ideia? Uma está para a outra como o canto de um selvagem está para uma suave melodia. Entretanto, os Espíritos vulgares podem sentir um certo prazer ao ouvir a vossa música, porque ainda não são capazes de compreender uma mais sublime. A música tem para os Espíritos encantos infinitos, em razão de suas qualidades sensitivas bastantes desenvolvidas. A música celeste é tudo o que a imaginação espiritual pode conceber de mais belo e mais suave.

Um post sobre música é um post sobre música, venha ele dos Espíritos ou de onde vier, e merece todo um destaque à parte.
Vamos lá dissecar as respostas deste Espírito porque tocou em nervos sensíveis.

Quereis falar da vossa música?
Em 1857, ou antes, não podia estar a falar da nossa música, mas avancemos.

O que é ela perante a música celeste cuja harmonia nada na Terra vos pode dar uma ideia?
Ui ui! Palavras de quem nunca ouviu Dead Can Dance. E de quem nunca ouviu uma guitarra eléctrica. Quando se fala de música, as pessoas e os Espíritos (vivos ou mortos) deviam ter o cuidado de respeitar os gostos dos outros. É bonito e fica bem.

Uma está para a outra como o canto de um selvagem está para uma suave melodia.
Muitos "cantos selvagens" e étnicos são melhores que muita treta de música erudita que se fez e faz para aí. Nem me interessa que se fale aqui de coros angélicos, como os imaginamos, e quem sou eu para me pronunciar sobre o que não conheço? É a arrogância da coisa que não suporto.

Entretanto, os Espíritos vulgares podem sentir um certo prazer ao ouvir a vossa música, porque ainda não são capazes de compreender uma mais sublime.
Aposto que vou ser um "Espírito vulgar", se me deixarem, a pairar por aí em tudo o que são festivais góticos deste mundo e dos outros, sempre à procura do sublime (do meu sublime). Se me deixarem, digo eu, porque me parece bom demais para ser verdade.

A música tem para os Espíritos encantos infinitos, em razão de suas qualidades sensitivas bastantes desenvolvidas.
Ah, estás certamente a fazer a distinção das massas que consomem tudo o que lhes põem à frente, ou saberias que entre os vivos já há Espíritos de "qualidades sensitivas bastantes desenvolvidas" em questões de música, tão desenvolvidas que consideram desinteressante o que possivelmente consideravas o mais sublime da música do teu tempo, Espírito do século XIX ou anterior.

A música celeste é tudo o que a imaginação espiritual pode conceber de mais belo e mais suave.
"Belo e suave". Depreende-se que no mundo dos Espíritos não se ouça Rammstein. Por outro lado, ficámos com uma ideia muito clara da tua concepção de "sublime". Que queres, somos vulgares!

(É por estas e outras que o meu interesse em falar com os mortos é completamente igual ao de falar com os vivos. Não é exactamente a mesma coisa?!)






Etiquetas: , , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

União Zoófila

Powered by Blogger




site search by freefind advanced




My blog is worth $22,017.06.
How much is your blog worth?