sábado, setembro 18, 2010

O dia em que o meu mundo deu uma reviravolta

Desde há sensivelmente dois dias, isto é, desde dia 16 de Setembro, deixei de ser pobre.
Bem... deixar não deixei. Deixei sim de ser "paupérrima". Porque digamos a verdade, eu era paupérrima. Mas já não sou. Agora sou apenas pobre.

Algo me diz que vou passar a ter muito mais amigos. Sabem, as pessoas tendem a evitar o paupérrimo como se a pobreza fosse uma doença que se pegasse. (E já nem falo em evitar o sem-abrigo porque cheira mal.) Sim, as pessoas evitam. Nem sequer percebem que evitam, mas fazem-no. E eu sinto-o.
Nunca cravei um cigarro. Se alguma vez tive de pedir algum dinheiro emprestado (sempre pouco) foi por me encontrar desprevenida em determinada situação, e sempre fiz questão de pagar o mais depressa possível. Raios, eu nem sequer gosto que me paguem uma puta de uma bebida! Pobre mas orgulhosa!
Aquilo que eu peço às pessoas não é material, mas muita gente é paupérrima por dentro e não tem nada a oferecer. A esses é que é de evitar.
Mas dizia eu que ia passar a ter mais amigos. E depois ri-me. Não. Antes pelo contrário. Não é que as propostas não comecem a chover. E nem sequer me saiu o Euromilhões. Imagino se saísse.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger Ruela disse...

Infelizmente é assim...

20/9/10 00:47  

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

União Zoófila

Powered by Blogger




site search by freefind advanced




My blog is worth $22,017.06.
How much is your blog worth?