terça-feira, junho 30, 2009

Às vezes dou comigo a pensar como a Psiquê. Nos dias que correm uma pessoa deve sentir-se agradecida por ter um emprego, qualquer emprego, por frustrante que seja. É preciso muita coragem para se continuar a sujeitar, dia após dia, a um trabalho que se despreza, e ainda ter a obrigação moral de estar contente. De alguma forma, esta é uma violência psicológica.

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger 0.05 disse...

...
concordo plenamente:

"Work will make you free."

1/7/09 23:08  
Blogger Psiquê disse...

Precisamente...

Mas parece que devem existir muitos por aí a pensar e a sentir como nós...só que não os costumo encontrar a demonstrar isso com todas as suas forças...

Acho que sabem aceitar e resignar-se melhor a essa situação...E fazem sentir-nos quase culpados de nos estarmos a queixar e de não saber o que é passar dificuldades...

Mas tu és a primeira a saber isso muito bem (talvez até melhor do que a maioria)e continuas a não conseguir sentir-te agradecida...Eu tambem (ainda)não...

*

2/7/09 17:58  
Blogger katrina a gotika disse...

Sou realista. Pragmática, se quiseres. Sei dar o valor ao que tenho e ao que não tenho.

5/7/09 06:34  

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

União Zoófila

Powered by Blogger




site search by freefind advanced




My blog is worth $22,017.06.
How much is your blog worth?