quinta-feira, julho 05, 2007

O Exorcismo de Emily Rose (2005)



Baseado numa história real, "The Exorcism of Emily Rose" não se centra tanto na eventual possessão demoníaca de uma jovem universitária como no julgamento do padre que ritualizou o exorcismo e que por isso é acusado de homicídio negligente. A maior parte do filme é um drama de tribunal onde se debate a importância das crenças religiosas do clérigo, da própria Emily Rose e respectiva família na série de eventos que levaram à sua morte.
Ao contrário dos jurados, a quem os advogados apresentam só os factos documentados, ao espectador são reveladas manifestações sobrenaturais de arrepiar os cabelos. Embora não nos ponha a cabeça à roda, este é um daquele filmes de terror cada vez mais raros que de facto ainda assusta alguma coisa e é capaz de tirar o sono a muito boa gente, mais exactamente por volta das 3 da manhã.


16 em 20.

Etiquetas:

8 Comentários:

Blogger Night Slave disse...

O filme é uma seca. Raios parta aquele tribunal... a única coisa de jeito é a possessão demoníaca. Mas o filme em geral não mete medo nenhum...
Não percebi foi a parte do fim, ela mata o pai porque ele abusou-a sexualmente?

9/7/07 18:30  
Blogger gotika disse...

Ela mata o pai?! o_O
Ela não mata o pai. Nem o pai nem ninguém. Se matasse, era muito mais giro. ;)
Estamos a falar do mesmo filme?

10/7/07 06:42  
Blogger Night Slave disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

10/7/07 23:26  
Blogger Night Slave disse...

Ai desculpa, tens razão! Estava a confundir com outro filme. Desculpa lá. O filme era o American Haunting. Tava mesmo tola, eu confundi os dois porque os vi praticamente ao mesmo tempo e os dois falam de possessão. Se quiseres, vê esse filme. E depois fazes uma crítica. Só te digo uma coisa: o American Haunting - Uma Assombração Americana - é um filme muito confuso! loool
Desculpa ter confundido os filmes. Mas vi o Exorcismo de Emily Rose e a história dela é comovente, o pior do filme é o mesmo o tribunal, que é muito chato... mas pronto vê-se.

10/7/07 23:30  
Blogger Senhora das Águas disse...

Nesta critica ja estou mais de acordo ctg. Tenho pena que as cenas em tribunal tenham retirado a atençao que o filme carecia. mas enfim é o unico reparo que faç ao filme. Quanto a cena no estabulo, das melhoers que já vi neste genero - terror sobrenatural - e acho a divinal! PARECIA assustadoramente real! Perfeito.

15/7/07 21:01  
Blogger romanticida disse...

estás outra vez numa 'no-people mood'?



yuna

25/7/07 04:14  
Blogger Gotica disse...

Saudações.
Bem, por estranho que pareça, estava a procurar no google blogs Góticos e dei com o teu a explicar o q é Gótico. Muito antigo, não era este. Li e axei q foste bem exclarecedora, mas não concordo com uma coisa. Lá porq os adolescentes costumam passar por fases, não quer dizer que alguns não possam ser realmente Góticos. Não me estou a referir a mim. Porq sinceramente pra mim o Gótico está além do estilo de roupas, da música e literatura, pra mim o Gótico é uma filosofia de vida, neste caso a minha. É ele q me acompanha todos os dias, que me ilumina para a escuridão. Sou jovem, muito jovem, mas já "ando nisto" à 4 anos. Não me admito assim sem mais nem menos, mas posso me dar ao luxo de dizer que me axo Gótica e não um rótulo. Não posso afirmar q não seja uma fase, mas eu sinto me Gótica e é como se fizesse parte da minha vida.
Quanto ao filme...eu gostei. Já tinha visto. Mas sinceramente acho q já vi bem melhores. Está interessante, mas apenas as partes do exorcismo.
Espero continuar a te visitar.
Kiss on soul!

29/7/07 23:22  
Blogger gotika disse...

Yuna:

Parece que é mais "no blog mood". Não tenho nada que me apeteça partilhar.

31/7/07 00:24  

Enviar um comentário

Links to this post...

Criar uma hiperligação

<< Home



Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar

Powered by Blogger




site search by freefind advanced